DICAS DE PINTURA MAIS INDICADAS PARA INTERIORES E EXTERIORES
INICIO DA PINTURA

Examine se a área a ser pintada está cuidadosamente limpa, sem marcas ou imperfeições. Esses fatores podem comprometer a aparência, durabilidade e a qualidade de sua pintura. Recomendamos que a pintura do seu ambiente seja iniciada pelo teto. Depois as paredes (sempre de cima para baixo), portas, janelas, rodapés e por fim, o piso. Lembre-se que o ambiente a ser pintado deve estar limpo e as paredes devidamente preparadas, sem nenhum acessório ou marca na superfície. A electricidade deve permanecer desligada durante todo processo. Tenha cuidado com as tomadas e interruptores, remova-os antes de começar a pintura ou forre-os com fita crepe. Os lustres devem ser retirados e as aberturas devidamente forradas.

Nova
DICA DE PREPARAÇÃO

O chão deve ser coberto com jornal, além disso, tenha sempre por perto um produto para tirar manchas de tinta e espátulas para raspar – quanto antes você remover os pingos, melhor. Nos vidros, uma dica para tirar respingos é utilizar cebola. Isso mesmo: corte-a ao meio e esfregue em cima da mancha.

ROLOS, PINCÉIS TRINCHAS E CONSERVAÇÃO
Nova

Rolos e pincéis devem ser sempre de boa qualidade. Assim, você obtém um melhor acabamento na pintura, além de facilitar a aplicação da tinta. A escolha dos rolos depende do tipo de tinta a ser utilizada, já a dos pincéis, depende do tamanho da área a ser pintada.

Pincéis de cerdas claras são comumente utilizados para aplicação de tintas a base de água, e os de cerdas escuras para aplicação de tintas esmaltes, a óleo e vernizes.

É recomendado lavar o rolo de lã, antes de usá-lo pela primeira vez, para retirar eventuais fios que ficaram agregados em sua fabricação. Deve evitar o uso de thinner nos rolos de espuma, pois são produtos incompatíveis e em contato um com o outro podem reagir e causar deformação da espuma. Para aumentar a vida útil dos rolos, o ideal é usar solventes minerais no manuseio e limpeza das ferramentas usadas com tintas sintéticas. Rolos e pincéis devem ser limpos logo após o uso. A limpeza também irá depender do tipo de tinta que foi utilizada: Para tintas a base de água (Tinta Acrílica e PVA), lavar os pincéis ou rolos com água e sabão é suficiente. Para tintas a base de solventes (Tinta Óleo, Esmaltes e Vernizes) recomendamos lavar os rolos ou pincéis com aguarrás.

O ARMAZENAMENTO E AS SOBRAS DE TINTAS

Sobras de tinta podem ser conservadas. Você deve armazená-las em local coberto, longe do calor e umidade.o primeiro ponto a ser destacado é que a lata não deve ficar aberta durante o processo de pintura. Por isso, retire o produto que será usado e feche a embalagem logo em seguida. O fechamento correto também é importante. É preciso limpar os resíduos de tinta que estiverem na borda da embalagem. Eles podem impedir o fechamento completo e permitir a entrada de ar, o que danifica o produto. Os restos de tintas, vernizes e solventes podem ser absorvidos pelo solo ou atingir as águas subterrâneas, contaminando o lençol freático”, explica. Ainda segundo a especialista, o descarte em bueiros, pias e tanques pode levar para a rede fluvial a contaminação dos cursos d'água.

Em relação às sobras, se a tinta for a base de látex o ideal para seu descarte é sua solidificação, ou seja, secar ela até que fique um material sólido.Para isso, basta contar com ajuda de um secador de cabelo ou se a quantidade for muito grande pode-se utilizar algum material para acelerar esse processo como por exemplo misturar a tinta com areia de gato. Após seca ela pode ser descartada normalmente e não gera complicações para o meio ambiente. Em hipótese alguma jogue o restante de tinta pelo ralo. O descarte em bueiros, pias e tanques pode levar para a rede fluvial a contaminação dos cursos d'água.

Nova